inicio »    Notícias »    Brasil »    MP quer interdição e reinício de reforma em escola de Aldeias Altas

21/08/2012 08h45
redacao@folhamaranhao.com

MP quer interdição e reinício de reforma em escola de Aldeias Altas

Alunos denunciaram más condições por cartas e gravações de aúdio.


Fonte: G1.Globo.com
Imprimir

O Ministério Público do Estado (MPE/MA) pediu, por meio de ação civil pública, a imediata interdição e reinício da reforma da Unidade de Ensino Antonieta Castelo do município de Aldeias Altas, a 395 quilômetros de São Luís.

Na ação, o promotor de Justiça, Fábio Menezes de Miranda, da 7ª Promotoria de Justiça da Comarca de Caxias, solicitou que a prefeitura seja obrigada a transferir os alunos no prazo de cinco dias para outras unidades de ensino próximas de suas residências, com a garantia de transporte escolar.

O órgão requereu ainda que as medidas sejam acompanhadas e fiscalizadas, solicitando também que o município seja obrigado a promover todas as reformas necessárias, bem como a sua conclusão.

Segundo o Minstério Público, a ação teria se baseado em cartas e gravações de áudio elaboradas pelos alunos, que denunciaram as condições de funcionamento da escola Antonieta Castelo.

Apesar de ter passado por reformas em 2010 e 2011, a unidade de ensino possui salas de aula insalubres, não tem ventiladores, faltam carteiras, a oferta da merenda escolar é irregular e o sanitário masculino está interditado desde setembro de 2011.

» Leia mais notícias sobre:

Escola, interdição, quer, reforma

» Curta nossa página no facebook!

» Siga o @folhamaranhao no twitter!


comentários »



álbuns »

vídeos »